TERROR JUVENIL: Dois Adolescentes de 15 anos Transformam Parque em Cena de Crime Após Assassinato Brutal de Jovem de 16 Anos

0
207

Numa noite marcada pela violência em Bristol, dois jovens de 15 anos foram detidos sob a suspeita chocante de homicídio, após um rapaz de 16 anos ser brutalmente esfaqueado até à morte num parque da cidade.

O trágico incidente ocorreu na noite de quarta-feira, no Parque Rawnsley, situado na área de St Philips, onde a vítima, cuja identidade ainda não foi revelada, encontrou um fim trágico e prematuro. Relatos indicam que o jovem foi emboscado por dois indivíduos mascarados, que após o ato hediondo, fugiram do local pedalando as suas bicicletas.

A Polícia de Avon e Somerset, numa declaração emitida na noite de quinta-feira, confirmou a detenção dos dois suspeitos, ambos com apenas 15 anos, intensificando a investigação deste crime que abalou a comunidade local.

O Superintendente Mark Runacres expressou o compromisso incansável da equipa de investigação em fazer justiça: “A equipa que investiga o incidente de ontem está trabalhando sem parar para levar os responsáveis à justiça. Esta noite, dois jovens de 15 anos foram detidos em conexão com a investigação e foram levados à custódia policial, onde serão interrogados.”

A cena do crime, um parque que normalmente seria um local de lazer e alegria, transformou-se num cenário de horror, com a presença de oficiais de forense e uma tenda cobrindo uma mesa de piquenique, marcando o local onde a vida do jovem foi cruelmente ceifada.

“Os nossos pensamentos estão com a família e os entes queridos da vítima neste momento indubitavelmente difícil”, acrescentou Runacres, destacando o apoio especializado oferecido à família enlutada.

Este incidente surge na sequência de um mês trágico para Bristol, onde Max Dixon, de 16 anos, e Mason Rist, de 15, foram igualmente vítimas de esfaqueamento mortal, intensificando o clima de medo e incerteza na cidade. Com cinco pessoas já acusadas desses assassinatos anteriores, a polícia mantém uma mente aberta quanto à possível conexão entre os recentes atos de violência.

Em resposta ao crescente clima de insegurança, foram implementados poderes adicionais de busca e apreensão a partir das 17h de quinta-feira, numa medida inicial de 24 horas, mas que poderá ser prolongada.

DEPOIMENTO DA POLÍCIA: LINK ABAIXO

“Não é uma decisão que tomamos de ânimo leve. Compreendemos o medo que existe em algumas comunidades em relação à busca e apreensão”, concluiu Runacres, refletindo sobre o delicado equilíbrio entre segurança e liberdade civil numa cidade abalada pela violência juvenil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui