Rui Sinel de Cordes enterra a sua carreira com bebedeira em pleno palco e espetáculo, onde Luís Franco-Bastos e Salvador Martinha eram também protagonistas

1
786

Durante um espetáculo de homenagem ao falecido humorista Ricardo Vilão, Rui Sinel de Cordes, um conhecido humorista português, protagonizou um episódio controverso que culminou no cancelamento de uma apresentação futura no Porto e levantou questões sobre o impacto no resto da sua digressão.

O incidente ocorreu no BBVA Tivoli, onde Sinel de Cordes teria subido ao palco já “tocado”, segundo relatos, e prosseguiu a beber durante a apresentação. Em determinado momento, após uma interrupção de uma espectadora que pedia para deixar Salvador Martinha e Luís Franco Bastos falarem, Sinel de Cordes respondeu de maneira agressiva e ofensiva. As suas palavras, segundo relatos, incluíram insultos como “Cala-te, sua p*** do c****”, “És uma vaca”, “devias morrer de cancro”, “és uma ordinária” e “eu mesmo te matava por me interromperes, se não fosse o espetáculo do Vilão”. Estas afirmações levaram a espectadora a levantar-se e sair da sala, seguida por outros membros do público que expressaram repúdio.

Este incidente gerou uma reação negativa entre o público e levanta questões sobre a conduta de Sinel de Cordes e o futuro da sua carreira. O episódio é comparado a outros momentos na história da comédia de stand-up, onde a interação com o público nem sempre corre da melhor forma. A situação atual de Sinel de Cordes e o impacto nas suas futuras apresentações ainda estão por determinar.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui